Publicidade: ᅠᅠᅠᅠᅠᅠ

Sabiam que os grandes ateus da história (Nietzsche, Sarte, Russel, etc.) não tinham pais ou seus pais eram ausentes?

+1 voto
perguntado 2 meses atrás em Gospel por Sam
Um estudo feito com eles identificou isso. A causa do ateísmo deles não era qualquer questão racional, mas apenas o fato de que projetavam contra Deus o ódio que sentiam contra os pais, segundo o estudo.

O que você acha disso?

(Faith of the Fatherless: The Psychology of Atheism, Paul Vitz)

5 Respostas

+2 votos
respondido 2 meses atrás por Flávio Dias
 
Melhor resposta
Há diferentes caminhos que levam uma pessoa ao ateísmo: por decepção porque não conseguem encontrar o que buscavam nas religiões, por esperar que Deus realize todos os seus sonhos, por esperar que Deus concorde sempre com eles, por verem líderes que pregam mas não viviam o que pregavam, por fazerem uma má interpretação da Bíblia, por se depararem com falsos profetas, por se deixarem levar por livros de filosofia como os de Nietzsche e também pelo motivo apontado pelo estudo que é projetar contra Deus o ódio que sentem dos pais ausentes.

Há também os que acham que sabem tudo e se dizem ateus, mas vivem envolvidos com ocultismo. Outro simplesmente acham que não precisam de Deus, ou querem viver distantes dele, ou não concordam com suas ações. E outros negam a existência de Deus para levar uma vida profana sem medo das consequências. Alguns se tornam verdadeiros inimigos de Deus e de todos aqueles que creem.

De todos os ateus que conho, seja no real e no virtual, encontrei em comum entre eles o desejo pela morte, a falta de sentido da vida. De fato deve ser muito triste viver sem um propósito maior. Sei que não são todos assim, mas os que conheço não encontra sentido em viver e pensam em suicídio e até já atentaram contra a própria vida.
+2 votos
respondido 2 meses atrás por Amy Wong
Deveria ser simples desmontar este argumento... Embora a expressão "grandes ateus da história" seja demasiado imprecisa, é possível dizer que moços como Karl Marx, Friedrich Engels e Mao Tsé-Tung tornaram-se ateus apesar de terem contado com a presença constante e saudável de seus pais na infância e juventude... Em uma modulação menos radical do espectro ideológico também seria possível citar Arthur Schopenhauer, Carl Sagan e Ernest Hemingway, grandes ateus da história (seja lá o que isso signifique) cujas infâncias e adolescências foram passadas ao lado de pais muito ciosos dos deveres da paternidade. E há muitos outros, certamente.

O contraponto dialético da outra ponta é ainda mais mamão com açúcar: é desnecessário fazer uma lista das grandes personalidades da história que foram órfãos de pai muito cedo ou tiveram pais ausentes e nem por isso tornaram-se ateus. Ademais, se a orfandade paterna precoce e a falta de convivência com o pai na infância fosse elemento condicionante ou determinante de ateísmo, os ateus não seriam minoria no Brasil. O IBGE já escancarou no censo de 2010: quase 40% das famílias brasileiras são monoparentais e nelas vivem quase 50% das crianças brasileiras, educadas quase sempre apenas pela mãe ou pela avó.

Portanto, na minha opinião esse argumento é indemonstrável... Só serve para círculos internos de quem o defende, não para debate público.

Voltando ao início, deveria ser fácil desmontar esse argumento. Mas não é... É dificílimo demonstrar o viés de confirmação. Como dizia Nelson Rodrigues, "se os fatos não estão a meu favor, pior para os fatos".
+1 voto
respondido 2 meses atrás por ✿★ Leela two eyes ★✿
Na minha humilde opinião, acho difícil um estudo (qualquer que seja o estudo) definir com exatidão a "causa" do ateísmo em um grupo de pessoas. Para isso, na minha concepção, seria preciso (no mínimo) saber a totalidade do conteúdo da mente da cada uma das pessoas relacionadas. É como isso é praticamente impossível, não creio que estudo algum poderia AFIRMAR uma conclusão como esta.
 
Particularmente falando, a maioria (esmagadora) dos ateus que conheço, tem pais e não são pais ausentes.
Não creio que uma coisa esteja ligada diretamente na outra. Normalmente as pessoas podem ter mil e uma razões, inclusive combinadas entre si, para serem ateias.
0 votos
respondido 2 meses atrás por Davi P
Eu sou o único ateu da minha família.Minha avó diz que isso é porque minha mãe não me batizou.E isso até que faz sentido,visto que todos os filhos dessa minha avó foram batizados e todos são cristãos.Com os netos,a mesma coisa,sendo eu a única exceção.Todos os meus primos e minha irmã foram devidamente batizados e todos acreditam em Deus.Eu sou o único q não foi batizado e,portanto,ateu.

É assim que eu vejo esse argumento,tenho certeza q minha querida avó iria concordar...
0 votos
respondido 2 meses atrás por doudivanas
As perguntas feitas nesta aba e na filosofia comumente dão até preguiça de comentar, devido ao despreparo absoluto dos comentaristas, tb de quem inquire etc. Seria melhor que nem existissem tais abas, elas não cumprem nem o necessário e digno papel da zoeira...
Image and video hosting by TinyPic
...